Abre aspas: Sobre meninas e mulheres

menina

Meninas se decepcionam por pouco, mulheres não esperam de nada muito. Meninas sonham com amores impossíveis, cavalos brancos e príncipes encantados. Mulheres sabem que os príncipes nem sempre se encantam e preferem buscá-los em seus próprios carros do que esperar por um cavalo que nunca chega. Nada pessoal, gostam de ter o controle da situação. Mulheres sabem que o amor foi criado como uma esperança tola e boba para que as pessoas acreditem em algo. Porque o amor existe, mas está nas pequenas coisas. Nada de conto de fadas e felizes para sempre. Pessoas não são felizes para sempre e contos de fada dão sono.

Meninas choram quando algo não dá certo. Mulheres preferem avaliar o que deu errado e procurar consertar seus erros, pedir desculpas, fazer diferente. Nada de drama, choros. Maturidade, por favor. Meninas mandam indiretas, mulheres dizem na cara. “Não sinto o mesmo que você, desculpe-me.”Nada de ”O problema não é com você, sou eu..”. Uma menina tem a necessidade de ouvir o dia inteiro o quanto ele gosta dela. Uma mulher não precisa ouvir da sua boca o quanto você é apaixonado por ela. Ela sabe e é convicta disto. Meninas sentem ciúmes e desconfiam de tudo. Mulheres te deixam livre, faça o que quiser. Só  não as procure nunca mais e sejam maduros o suficiente para admitir seus erros.

Meninas esperam por uma atitude. Mulheres partem para cima quando querem. Meninas sonham. Mulheres realizam. Você poderá conhecer muitas meninas ao longo de sua vida, todas elas lindas e diferentes ao seu jeito. Mas será das mulheres que você não vai esquecer. Não vai conseguir esquecer.

Mulheres: seguras, independentes, confiantes, lindas e encantadoras. Não há quem resista a uma mulher que sabe o que quer. Não há quem resista a uma mulher que não tem medo de dizer o que pensa, não tem medo de ser o que é. Não há homem que resista a uma mulher independente e que não precisa de ninguém para ser completa. Mulheres que não se impressionam com pouco, não se iludem por nada e não se deixam levar por qualquer palavra. 

Sabe aquela menina que um dia se iludiu, chorou, gritou, brigou e se decepcionou? Ela se tornou uma mulher. É, isso mesmo. Ela amadureceu e cresceu. Não vá pensando que a sua menina está lá só esperando você voltar. Porque ela já desistiu há muito tempo. Hoje ela é uma mulher que vai atrás do que quer e se até hoje ela não foi atrás de você.. Sinto muito. Você não é o suficiente.

Sobre a autora:

Isabela Freitas tem 22 anos, mora em Juiz de Fora, mas vive mesmo no mundo da Lua. Gosta do número 7, amores de arrancar o coração, bichinhos de rua e músicas fofinhas. Ah, ela adora signos também. Sagitariana, teimosa, sincera, sonhadora, dramática e um pouco exagerada. Mas só um pouquinho. Seu primeiro livro intitulado “Não se apega, não” a ser publicado pela Editora Intrínseca, será lançado em 2014.

(Fonte: Isabela Freitas)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s