3 meses de um anjo em minha vida

20170403_205815

Há pouco mais de três meses um anjo chegou em minha vida e trouxe toda a Luz do mundo para me iluminar. Junto a ela muito amor, muitas alegrias, muitos medos e inseguranças e um grande desafio de ser totalmente responsável por um ser tão magnifico e ao mesmo tempo tão frágil.

Quando nos tornamos pais, por mais que se esteja preparado, muitas das coisas não são da forma que imaginamos. Um bebê não vem com um livro de instruções e não conhece nada desse mundo aqui de fora. É um momento de descobrimentos tanto para ele, quanto para você. Experiências de terceiros talvez possam ajudar em algumas áreas, em outras só passando por tudo mesmo.

Você aprende que existe um mundo todo novo e se torna uma nova pessoa a cada dia. Você começa a abrir mão de muitas coisas, se torna uma pessoa mais paciente, dorme menos, tem bem menos tempo para você, passa a desejar que o dia tenha 48 horas para que você de conta de todas as tarefas, multiplica a sua felicidade diária e descobre o verdadeiro sentido de amor incondicional.

Minha vida virou de cabeça para baixo desde que minha filha chegou. Tudo é diferente, novo e especial. É como dizem por aí, se você sobrevive ao três primeiros meses tudo fica mais fácil.

1mes Beatriz (23)

O primeiro mês sem sombra de dúvidas foi o mais difícil para mim. A Beatriz nasceu as 20h30 de uma segunda feira, meu parto foi uma cesariana devido a pressão arterial que estava alta a mais de duas semanas, ela nasceu com 3.770kg e 49 cm. Eu havia completado 40 semanas neste mesmo dia. Ficamos os dois dias na maternidade para recuperação e observação. Obtivemos alta na quarta feira por volta das 18h30. No dia seguinte quando fui dar banho nela notei que ela estava muito amarelada e resolvi voltar para o hospital, após o exame de sangue ser feito o pediatra me disse que ela teria que ser internada para ficar no banho de luz, pois a icterícia dela estava bem acima do que seria o considerado normal. Ficamos mais três dias internadas até que ela baixasse.

Meus seios trincaram e chegaram a sangrar, tornando muito difícil amamentar.

Depois da alta começamos com os banhos de sol e idas a pediatra para acompanhamento. A Beatriz desde que nasceu trocou o dia pela a noite totalmente e isso durou exatamente os três meses.

Para aumentar o sofrimento dela e meu o primeiro mês sempre vem acompanhado de vacina, exame do pezinho e no nosso caso alguns exames de sangue. Porém a Beatriz foi um bebê que me deu pouquíssimo trabalho. Ela nunca foi de chorar muito, a não ser por dor ou sono. Ela ama tomar banho desde que nasceu, mesmo em dias mais frios. Ela adora trocar de roupa e não me da um pingo de trabalho para as trocas de fralda.

Em cada dia de um bebê sempre tem aquele momento totalmente maravilhoso, mas no primeiro mês eles acontecem bem mais. Ele é o mês dos descobrimentos. Tudo é novo e a cada dia que passa o bebê aprende alguma coisa nova, tudo o que o ele faz acontece pela primeira vez. O primeiro choro, a primeira mamada, a primeira troca de fralda, o primeiro banho, o primeiro sorriso involuntário, o primeiro sono, a primeira vez que você segura seu bebê, os primeiros sons vocais e muitas outras pequenas coisas. Poder viver esses momentos é uma coisa mágica!

18814366_1390596344341672_4072877668692680465_n

No segundo mês tudo ficou mais fácil, nos acostumamos uma a outra e a nova rotina.

O meu peito cicatrizou e passou a ser gostoso amamentar. A icterícia se estabilizou as cólicas diminuíram e eu não teria nada do que reclamar, se não fosse ofato de meu peito secar quase que por completo. Eu tive de entrar com o leite em pó. A marca com a qual entrei prendeu o intestino dela. Após a consulta pediátrica trocamos a marca e entramos com medicamentos naturais para a regularização. Esses dias de longe foram os que mais sofremos com cólica, dores, choros e falta de sono.

Neste mês a Beatriz teve de tomar aquela vacina chata das cochas mas não sofremos com efeitos colaterais dela.

Ela também aprendeu a agarrar objetos, a mandar beijinhos e mostrar a linguá (claro que da maneira dela, mas me deixou boba com tanta esperteza!), a fazer birrinhas para que ficássemos de pé com ela na posição que ela prefere.

Outra coisa que me impressionou demais foi o fato dela começar a usar M. Me fez ver como o tempo voa depois que o seu bebezinho nasce. Tudo passa tão rápido e você tem que ficar atento e registrando tudo que puder, para não perder nada e para não ser enganado por sua memória e esquecer.

19642560_1423747427693230_6175696994123768485_n

O terceiro mês chegou muito mais rápido que os anteriores, foi um mês muito prazeroso. A Beatriz virou uma tagarela, ela “fala” em 80% do tempo em que está acordada, tudo é “angu”. Começou a criar uma rotina. Ela passou a dormir um pouco melhor durante a noite, mesmo assim não a noite toda.

De repente a banguela não parou mais de aparecer, só sorriso o tempo todo. Começou a acordar tão bem humorada que me enchia de combustível para o dia todo. Começou a assistir “Galinha Pintadinha” e a prestar a atenção em tudo que é colorido. Passou a interagir na hora da histórinha que leio para ela e até “ler” junto comigo. O pescoço não parou mais de virar para poder olhar para todos os lados. As cólicas e gases pararam de vez.

Eu comecei a me sentir uma mãe bem mais madura. A ter mais confiança, me sentir mais forte e ter menos culpa. A pesquisar e estudar mais sobre os bebês e a maternidade (coisa que deveria ter feito durante a gravidez). Tudo começou a melhorar e a se tornar mais prazeroso. Os passeios durante o dia são bem mais gostosos, ela fica “sentadinha” no carrinho olhando para todos os lados e conhecendo muitas coisas novas.

Agora que esses três meses se passaram eu sei que posso mesmo passar por tudo. Minha vida faz bem mais sentido desde que ela nasceu e a pessoa em que me transformo a cada dia também.

Continuarei a relatar muitas coisas sobre o crescimento da Beatriz. E assim trocar experiências com quem estiver lendo. Não quero esquecer de nada e nem ser traída pela minha memória. Amo cada momento, mesmo os momentos difíceis, são eles que fazem com que nos superemos.

 

Sigam a Beatriz no instagram: @_mundodabea

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s