Encerrando um ciclo

Sem título

Sabe, você já parou para pensar no fim de um ciclo? Como se encerra uma etapa na vida, algo que marca? Por exemplo, o fim da faculdade, a formatura, o tcc… Uma mudança de emprego que traz coisas novas… Mas e o fim da infância? E o fim de uma coisa que você achou que talvez pudesse durar para sempre de uma forma ou de outra.

Eu vi o fim… assim que eu vi minha prima, linda, entrando pela igreja e pensei: Nossa minha prima, aquela que brincava comigo, aquela com qual eu passei tantas aventuras e tantos momentos, esta casando e isso significa que crescemos. Sabe eu não percebi essa divisão de fase criança para fase adulta até aquele momento, por mais que a escola tenha acabado e eu tenha começado a trabalhar, foi ali, vendo minha prima dizendo sim ao novo futuro dela que eu percebi que não tem mais volta. A infância acabou mesmo. E agora somos adultos. Alguns agora casados, com filhos, namorando, fazendo faculdade, trabalhando… Tudo mudou. Nós todos mudamos e deixamos aquelas crianças la longe e nos tornamos pessoas sérias, com responsabilidades e deveres.

Eu só desejo que por mais que tenhamos evoluído, ainda possamos ser, de vez em quando, aquelas crianças. Que ainda possamos sentir aquela alegria inocente e despreocupada de novo, errar tendo a certeza de que tudo da certo, ralar os joelhos sabendo que vão cicatrizar e ter saudade da maior preocupação ser a de ter que passar Merthiolate.

Sei que devo muito aquelas crianças felizes e criativas que fomos um dia, pois tive a melhor infância de todas e sei que a adulta que me tornei hoje deve muita coisa a tudo que aprendi com elas.

Minhas Séries Preferidas – Parte I

todas

Oi pessoas! O post de hoje é sobre as minhas séries preferidas, as que acompanho e as que já terminaram, mas sempre repriso muitas e muitas vezes. Essa é só a primeira parte (sim sou uma viciada em séries) e vocês vão perceber que a lista é bem eclética.

the oc.jpg

The O.C.

Vamos começar pela série que me fez gostar de séries: The O.C. – Um Estranho No Paraíso. A história gira em torno de Ryan Atwood (Benjamin Mckenzie, o Gordon de Gotham) um adolescente que vem de uma família conturbada e sem muita esperança ele vive aprontando, até que seu advogado Sandy Cohen (Peter Gallagher), ao não enxergar outra saída,  decide levá-lo para morar em sua casa. Lá ele faz amizade com Seth (Adam Brody), o filho de Sandy, um nerd que não consegue parar de falar e ama quadrinhos. Ele também conhece Marissa Cooper (Mischa Barton) e Summer Roberts (Rachel Bilson) e os quatro vão se tornando grandes amigos. Mesmo que as coisas estejam se acertando em sua “nova vida”, ele terá que se encaixar naquela realidade totalmente diferente da sua e vai perceber que até as pessoas de alta classe tem seus escândalos. A série tem 4 temporadas, mas sinceramente eu não gostei da quarta, quer saber o porquê? Assista!

friends.jpg

Friends

Você com certeza já viu algum episódio, referência ou alguém falou para você sobre essa essa série. F-R-I-E-N-D-S, sem dúvida alguma, é a melhor de todas as séries. É uma comédia sobre seis amigos que moram em Nova Iorque e vivem histórias divertidas sobre relacionamentos, trabalho, amizade e a vida. Mesmo sendo uma comédia, a série não deixa de ter episódios emocionantes e suas piadas são brilhantemente pensadas. Os amigos Rachel Green (vivida pela linda Jennifer Aniston), Mônica Geller (Courteney Cox), Phoebe Buffay (Lisa Kudrom), Ross Geller (David Schwimmer), Chandler Bing (Matthew Perry, meu personagem preferido) e Joe Tribbiani (Matt Le Blanc), cada um com uma personalidade bem diferente da outra, sempre se encontram no Central Perk, uma cafeteria, onde passam horas conversando. Além de tudo a série contou com participações especiais de grandes atores como Brad Ptitt, Julia Roberts e muitos outros. Com certeza, você vai se viciar e amar essa série.

zombie

I Zombie

Uma série de zombies muito diferente. A história gira em torno de Olivia, ou Liv,  Moore (Rose Mclver), uma médica certinha que está para se casar com Major Lilywhite (Robert Buckley) e vê sua vida mudar, quando se transforma em zombie. Para sobreviver, Liv termina com o noivo e larga sua carreira no hospital para trabalhar no necrotério, onde pode “almoçar” e “jantar” o cérebro das vitimas sem que ninguém faça perguntas. Ela conta com a ajuda do Dr. Ravi Chakrabarti ( Rahull Kohli), outro médico legista que acha fascinante sua situação. Contudo os cérebros das vítimas causam reações em Liv e devido a isso ela passa a ajudar o Detective Clive Babineaux (Malcom Goodwin), com o seu poder “psíquico”. É uma séria viciante, empolgante e surpreendente.

once

Once Upon A Time

Foi uma grande amiga que me contou sobre a série, eu já tinha visto nos comerciais, mas nunca tinha me interessado, mas ela insistiu tanto que decidi assistir, resultado: AMEI. Agora sou viciada na série, cheguei a assistir madrugadas a dentro para me manter atualizada. A série mostra um retrato bem diferente dos contos de fadas, vilões que não são assim tão maus, os heróis que tem duas caras, sem contar que eles vem para o nosso mundo. Por que? Você precisa assistir!

gotham

Gotham

Pelo nome nem precisamos nos aprofundar muito , não é mesmo? É a Gotham do Batman, mas bem antes de Bruce Wayne se fantasiar de morcego e sair caçando vilões pelas ruas. A série começa quando Bruce perde os pais e vai contando aos poucos a origem dos vilões, como Pinguim, Coringa, Mulher-Gato, Charada entre outros. Dando foco no detetive Gordon (Benjamin Mckenzie), único policial justo naquela cidade corrupta. A série é muito bem desenvolvida, com ótimo roteiro, tendo  várias indicações ao Emmy Awards.

Essa é a primeira parte dessa listinha! Espero que tenham gostado! Vocês acompanham estas séries? Tem sugestões de novas séries? Deixem nos comentários.

Adeus, amigo!

large (5)

Meu amigo, chegamos ao fim. Antes de tudo, nunca tive um amigo como você. Que pensava como eu, que sorria das minhas brincadeiras idiotas que fazia de tudo para me ver bem. Você sabia dos medos que eu tinha, até os mais infantis, me apoiava nas minhas insanidades e me socorria sempre que eu precisava. Caro amigo, você preencheu os vazios mais obscuros do meu coração. Preencheu a vida sem graça e sem sentido que eu levava, coloriu o meu cinza de uma forma tão simples e singular que trouxe paz a essa terra perdida.

Você meu amigo, foi o melhor em ouvir minhas queixas, em puxar minha orelha e cuidar de mim em todos os porres que levei da vida. Mas agora, quem vai me ajudar a levantar desse porre que você me deu. Eu sei que apesar de tudo, nunca deixei de estar presente nos seus piores e melhores momentos, sei que te apoiei nas suas loucuras e nos seus planos para o futuro. Sei que também fui sua melhor amiga, sua confidente, acreditei em você como você acreditava em mim. Eramos como nos filmes “nós contra o mundo”, bom você deve ter se esquecido disso, porque agora eu estou aqui, sentada onde você me deixou, tentando recuperar o folego. Tentando levantar as pernas e andar, mesmo sem sentir o chão ou o resto de mim.

Você era o melhor de mim, e eu sei que era o seu melhor também. E agora eu vou ter que ser meu melhor sem você. Você me ensinou, amigo, que eu sou Minha Melhor Amiga, porque eu nunca me abandonaria por nada ou ninguém. Eu lutaria por mim sempre, não desistiria, porque sei que valeria muito a pena.

Te desejo felicidades, uma vida linda e cheia de conquistas, porque a minha vai ser assim, com ou sem você!